Dieta da moda atual

Constantemente vemos dietas e mais dietas serem criadas. Algumas com muito alarde, já outras, olhadas com certa desconfiança. Neste artigo, vamos falar sobre qual seria a dieta mais ideal para você.

Dieta Low Carb:

Desde 2004 dezenas de pesquisas sobre dietas foram feitas e no resultado da maioria delas, ficou clara a eficácia que o corte dos carboidratos na alimentação tem sobre o emagrecimento, além da melhora significativa na saúde de forma em geral. Dietas de baixo carboidrato eram consideradas prejudiciais à saúde pelo fato de que promoviam ao seu utilizador um alto consumo de gordura, e principalmente da gordura saturada (gordura encontrada em produtos de origem animal).

Porém através de pesquisas recentes, a ciência já constatou que a gordura saturada não faz mal à saúde.
A partir daí, muitas pessoas tem aderido às dietas low-carb (também conhecidas como dietas LC) que emagrece muito mais do que dietas conhecidas como low-fat (que são as dietas com pouca gordura porém mais ricas em carboidratos) e melhoram os índices de colesterol, glicose, triglicérides, etc…

Apesar das dietas Low Carb sugerirem um alto consumo de gordura, estas dietas não aumentam o nível do colesterol ruim (também conhecido como LDL) de modo geral, embora isso possa vir a acontecer com algumas pessoas.

 

Dieta dos Pontos:

Criada pelo endocrinologista Alfredo Halpern, a dieta dos pontos baseia-se em um regime que não restringe a ingestão de nenhum alimento, mas atribui pontos para os alimentos e suas quantidades de calorias. O ideal para fazer a dieta dos pontos é que primeiramente você procure um nutricionista que irá avaliar o seu estado atual de saúde e com base no resultado dos exames, poderá definir um limite máximo de pontos que você poderá ingerir por dia, para assim, poder emagrecer com saúde e segurança.

Nesta dieta, ao invés do controle das calorias, a pessoa irá controlar os pontos que poderá acumular no decorrer do seu dia, podendo assim comer qualquer alimento. Neste regime, cada ponto da dieta equivale a 3,6 calorias. Uma das maiores vantagens desta dieta é justamente o fato de não eliminar nenhum tipo de alimento e sim, dar a pessoa que a adotou a consciência do valor em calorias de cada alimento, selecionando assim o que poderá comer em suas refeições.

O menu variado ajuda na não desistência da dieta, sem deixar que a pessoa fique com vontades. Apesar de variada, esta dieta também apresenta uma desvantagem. O objetivo dela está em conhecer o valor de calorias de cada alimento, porém não são os valores nutritivos.

Assim, a pessoa pode estar ingerindo alimentos de baixa caloria e com isso, perdendo peso, porém pode acabar tendo uma deficiência de nutrientes em seu organismo, o que afetará em sua saúde. Quando nosso organismo é privado de nutrientes considerados essenciais, o funcionamento do mesmo acaba sendo prejudicado, o que pode vir a trazer doenças como osteoporose, diabetes e hipertensão.

 

Dieta Mediterrânea:

A Dieta Mediterrânea, é uma dieta baseada na alimentação dos seguintes países mediterrâneos: Espanha, Egito, Grécia, entre outros países banhados pelo Mediterrâneo.

Apesar destes países serem bem diferentes em se tratando de cultura, existem muitas semelhanças em seus costumes alimentares. O cardápio desta dieta se baseia no consumo de muitas hortaliças, frutas, cereais, leguminosas, oleaginosas, leite e derivados, peixes, vinho, azeite de oliva e um grande tipo de ervas de cheiro.

Além do baixo consumo de carnes gorduras de origem animal e de carne vermelha, de doces, de produtos industrializados e de alimentos ricos em gordura e açúcar. Para seguir a dieta mediterrânea, é recomendado basicamente se adotar hábitos alimentares da população desta região, incluindo nas refeições os seguintes alimentos: Frutas e hortaliças, Cereais, Leguminosas, Oleaginosas, Peixes, Leite e derivados, Vinho e Azeite de oliva.

 

Dieta Dukan:

Dieta Dukan Clássica é baseada em 4 fases, as duas primeiras voltadas ao emagrecimento (fases do Ataque e Cruzeiro) e as duas últimas para estabilizar o Peso Ideal (fases da Consolidação e Estabilização). São quatro fases que se iniciam de forma mais forte, motivadora e rigorosa, indo até a mais flexível, aberta e estabilizada.

Estas 4 fases, de forma constante e progressiva, podem levar você ao objetivo tão desejado, o de perder peso de forma mais rápida e o mais natural! Porém evitando o tão famigerado “efeito sanfona” que acontecer muito ao longo prazo de outras dietas.

 

Fase 1 (Fase de Ataque)

Consiste numa perda de peso de forma motivadora e rápida. Nesta fase, existem 66 alimentos que são ricos em proteínas e que são autorizados para você comer à vontade. Essa fase deve durar de 1 a 7 dias (no máximo) e é indicada para pessoas com até 20 quilos de sobrepeso. Esta fase proporciona a você uma perda de até 5 kg de peso.

Fase 2 (Fase de Cruzeiro)

São acrescentadas às 66 proteínas da fase anterior, mais 34 legumes e verduras, somando-se assim, um total de 100 alimentos para consumir à vontade. Essa fase sugere uma perda de peso um tanto moderada. Em média, perde-se aproximadamente 1 kg por semana,.

Fase 3 (Fase de Consolidação)

Agora são acrescentados aos 100 alimentos, pão integral, frutas, carboidratos, queijos. Esta fase é comumente usada nos praticamente de “reedução alimentar”. Porém neste caso, dura cerca de 10 dias por peso perdido para impedir assim o efeito sanfona.

Exemplo: Para perder 10 quilos nas primeiras duas fases, a Consolidação vai necessitar de um período de 100 dias.

Fase 4 (Fase de Estabilização)

Nesta fase, nada é proibido, mas passa-se a ser obrigatório seguir apenas 2 regras simples pelo o resto da vida: Passar a ingerir diariamente 3 colheres de sopa de farelo de aveia por dia e caminhar por 20 minutos diariamente.

 

Dieta Detox Líquida:

A dieta Detox Líquida baseia-se somente na ingestão de líquidos como água, chás, sucos sem açúcar, sopas e vitaminas. Porém, ela só deve ser mantida por um prazo máximo de 5 dias, pois podem ocorrer problemas nutricionais, que são: A lentidão no metabolismo e o aumento do acúmulo de gorduras.

Sua grande vantagem é que a ingestão de líquidos ricos minerais e em vitaminas pode ajudar na desintoxicação do organismo. E com isso, vindo a melhorar o funcionamento do intestino, resultando assim na perda de peso. Existem diversas versões desta dieta, podendo durar de 2 dias a até uma semana. Porém em 2 dias você conseguirá ter alguns resultados no funcionamento do intestino e na eliminação das toxinas.

 

Considerações finais!

Antes de se começar qualquer dieta é muito importante que você visite o seu nutricionista. Para que sua dieta lhe traga bons resultados e não prejuízos à sua saúde!